26/02/2012

Resenha + Fantart #01 - Slam Dunk

 Olá, leitores do Puff! Como a aprovação da minha sugestão no post passado foi boa (apesar de poucos comentários), aqui estamos em mais uma sessão do blog, o Resenha + Fanart (nome péssimo), onde eu vou fazer um ou mais fanarts e falar sobre algum mangá que já li (de preferencia já terminados). Vamos ver se vou ter saco para isso, material é que não vai faltar, pois já li mais de 200 mangás diferentes, e tenho alguns fanarts guardados. Sem mais enrolação, vamos começar! A primeira obra que escolhi é minha HQ favorita, o incrível Slam Dunk.

 Quando comecei a trabalhar em 2005, comprava praticamente todos os mangás que saiam na banca, que não eram tantos, e com o primeiro salário que recebi fui à banca com meu irmão e compramos vários mangás, entre eles o Slam Dunk 1. Simplesmente por que comprávamos todos, sem nenhuma expectativa de que fosse algo tão bom. Eu já conhecia Takehiko Inoue por Vagabond, que lia também pela Conrad, o que significava que o material era de qualidade, mas tanto assim eu não poderia imaginar.
 Slam Dunk foi o primeiro mangá de sucesso de Takehiko Inoue, um quadrinista reconhecido internacionalmente por seus ótimos trabalhos como Real e Vagabond, além do próprio SD.
 Publicado originalmente na Shonen Jump em 1990, o mangá conta a história do delinquente de cabelo vermelho, Hanamichi Sakuragi, um cara completamente sem noção que acaba de entrar para o colegial com um recorde de 50 foras no ginásio, sendo que o último deles aconteceu porque a garota em questão gostava de um cara do time de basquete. Ao entrar no colegial, Sakuragi, que não pode ouvir a palavra basquete sem ficar furioso, conhece Haruko Akagi, garota pela qual Hanamichi se apaixona instantaneamente. Mas essa garota é uma amante do basquete, e vê em Hanamichi um grande jogador em potêncial (por ser alto e forte). Esse é o start! 

Quer ver outro fanart e o resto da resenha? Clica aí!

 Por estar encantado com a garota, o mala finge ser esportista e amar o basquete, o que faz ele querer entrar no time da escola (Shohoku) para impressionar Haruko. Neste meio tempo ele se encontra com Kaede Rukawa e Takenori Akagi, o primeiro é um astro do basquete ginasial e novo reforço do time, e o segundo nada menos que o irmão mais velho de Haruko.
 Hanamichi, com seu temperamento difícil, se desentende com os dois, o que complica sua entrada no time, e o faz passar por maus bocados. Mas se engana quem pensa que por entrar no time seus problemas acabaram. Se manter no time (e manter O time) será uma tarefa complicada, até por que o time de Shohoku parece um imã para jogadores delinquentes.
 Tá, bacana, isso é bem legal mas não faz de um mangá o supra sumo. É partir daí a história se desenvolve, e posso assegurar: Slam Dunk em um gráfico seria uma reta acendente que nunca para de subir. É assim do começo ao fim. Seja nos jogos ou nas brigas, o mangá é emocionante em cada um de seus 31 volumes, o desenrolar é muito bem desenvolvido e a narrativa eleva isso a um nível incrível, que culmina na última partida que engloba 7 volumes do mangá! Todo o clima construído e a expectativa para essa última partida é simplesmente perfeito (e é essa partida que faz o manga ser o melhor).
 Claro que o favoritismo do mangá de minha parte envolve o fato de acompanhar por quase 3 anos a obra, a época em que acompanhei e mais uma série de fatores, e se engana que acha que é possível se desvencilhar desses fatores na hora de uma análise, por mais que se queira a nossa percepção depende de todas essas coisas.
 O traço do mangá também é incrivel, e desde seu início. O nível de Inoue é impressionante, um dos melhores desenhistas que os quadrinhos já viu. O traço começa ótimo, mas o mais impressionante é que até o fim do mangá ele consegue melhorar ele muitas e muitas vezes, fazendo assim parecer o traço do início médio (muita gente acaba soltando essa pérola). A arte no fim do mangá é de tirar o fôlego.
 Dizer que Slam Dunk é meu favorito é dizer que eu realmente acho essa obra algo que poderia ser lido por qualquer pessoa, que iria agradar. Não só li muitos mangás como também muitas outras HQs de vários outros estilos, totalizando média de 2500 volumes de quadrinhos. Então mesmo que você não goste tanto quanto eu, Slam Dunk é OBRIGATÓRIO para leitores de quadrinhos, para o pessoal que quer ser quadrinista e acompanha o blog mais ainda. 

  Esse fanart que fiz do mangá é do meu personagem favorito, Ryota Miyagi, o armador do time. O personagem tem uma personalidade muito forte, muito estilo e atitude também. Apesar de todos serem extremamente carismáticos, esse é o que eu acho mais legal. Para as cores testei uma técnica nova:


 É isso aí, pessoal, comentem tanto sobre a resenha quanto sobre o fantart. Podem dar dicas de mangás que querem ver no meu traço. Espero que tenham gostado e até o próximo post. Fim de Papo! Peraê, ainda tem uma parte especial pra quem já leu o mangá!

 Falar de SD sem soltar spoilers é dificil, portanto esse pedaço é reservado pra quem já leu a obra toda, que é um top 10 dos melhores momentos do mangá, na minha visão (pré selecionei mais de 30 momentos, não faltam momentos épicos no mangá). Farei isso para os mangás maiores que postar aqui, aí estão: 

--------------------------------------------------------

 #10 - Miyagi, armador número 1: Acontece no jogo derradeiro contra o poderoso Sannoh (que sozinho dava um top 10). Um pouco de puxa-saquismo da minha parte por gostar do Miyagi, mas é uma parte muito emocionante, onde o professor Anzai muda a tática com Ryota como peça principal. Ele está baqueado pela força do seu adversário, pois sempre tem que enfrentar armadores muito maiores que ele, aí Ayako escreve "Armador número 1" na sua mão. Depois disso ele dá show, claro. Com direito a finta em dois adversários ao mesmo tempo e passes frios com olhar distante.
#09 - Unstoppable: Neste caso, não um momento em específico, mas um capítulo inteiro onde Kaede Rukawa mostra por que é o Ás do Shohoku. Em uma situação desesperadora, ele vai cesta a cesta tirando toda a vantagem do adversário (Kainan) SOZINHO. Não dá pra explicar com palavras, mas é insano a forma como Rukawa se esforça, sem olhar pra nada mais além do placar e da vitória. Outra coisa muito boa em Slam Dunk são os nomes do capítulo, que combinam perfeitamente com os momentos, e este é um deles. Apesar de ser um cara metido nesse capítulo não tem como não se surpreender com o talento do cara!
#08 - Acho que tô ficando bom nisso: Esse é um momento que possui uma das coisas que mais gosto em mangás: sutilezas. Não adianta fazer uma história bonita e ficar me jogando na cara que é bonita. Assim como no flashback que mostra a (possível) morte do pai do Sakuragi, essa cena ocorre depois do Slam Dunk feito contra o Shoyu. Estão somente Hanamichi e seu melhor amigo, Yohei, na quadra. Ele faz a cesta e diz essa frase à Yohei, esquecendo completamente sua panca de gênio e pose. 
#07 - Se eles querem vilões, então vão ter vilões!: Antes do início do jogo contra o Sannoh, professor Anzai sai encorajando seus pupilos,os preparando para a guerra que iriam enfrentar. Depois de tudo, no ginásio só existem pessoas querendo ver a vitória do Sannoh, afinal, era o campeão por vários anos seguidos, o melhor time do japão colegial, sem rivais. Com toda essa energia negativa pesando para eles, o time do Shohoku veste a camisa de vilões e entram com pompa na quadra.
#06 - Quatro Olhos: Kogure, um dos meus personagens favoritos, alias, outro ponto forte do mangá é a quantidade de ótimos personagens. Neste capítulo dedicado a ele, o jogador "inexpressivo", executa uma função fundamental na vitória contra o Ryonan, rival do Shohoku, no jogo que poderia leva-los ao tão aguardado colegial. Faz uma cesta de 3 pontos impressionante, o que faz o treinador do Ryonan se lamentar profundamente por ter desprezado todo o esforço e trabalho duro do Quatro Olhos.
#05 - Não chora: Daqui pra frente são momentos que arrepiei até a alma na hora que li! Este é o momento da transição do mangá, de um mangá muito bom para um mangá perfeito, onde Akagi consola Hanamichi por ter sido "culpado" da derrota contra o Kainan. Sakuragi por engano passa a bola para um jogador do time adversário, acabando com as esperanças de vitória. Por se sentir culpado, ele faz uma mudança radical no penteado deixando seu cabelo curtíssimo para a segunda metade do mangá. Momento divisor de águas.
#04 - Hora de cumprimentar o adversário: UAU! Este é o melhor momento do capitão do time, Akagi, pra mim. Assim como antes Hanamichi havia sido consolado pelo Gori, desta vez o contrário acontece, mas o choro de Akagi é de felicidade por ter vencido o jogo que ajudou a atingir seu objetivo. Antes disso é mostrada várias vezes a determinação de Akagi para vencer, como no momento em que seu pé machuca.  
#03 - Meu momento é agora!: Fim do jogo, e Hanamichi está contundido. Sua lesão pode acabar com toda sua carreira como jogador, e Anzai diz a ele que apesar de querer ver mais jogadas incríveis do Sakuragi, não poderia deixa-lo continuar no jogo. Mesmo assim Hanamichi insiste, e pergunta qual foi o momento de glória do professor, alegando que o dele é este. O desenho torna a cena mais incrível ainda!
#02 - Basquete mesmo ele nunca jogou, mas quem sabe...: Essa é arrepiar completamente. Hanamichi se esforçando pra chegar a bola e se espatifando nas bancadas. O mais legal é a cena nostálgica que vem em seguida, Haruko dizendo pro seu irmão, sobre quando conheceu Sakuragi, e dizendo que um dia ele poderia ser o salvador do time de basquete do colégio Shohoku. E realmente foi!
#01 - A mão esquerda só apóia de leve: Sem comentários. Pensei que o mangá terminaria com um Slam Dunk, mas foi melhor que isso, essa sequencia do contra ataque final, e o desfecho, não da nem pra começar a tentar descrever, só lendo mesmo! O que acharam do top? Deêm suas opiniões sobre ele também!


 Ficou imenso esse post, vou melhorar na próxima.

20 comentários:

  1. Incrível Takehiro Inoue é um Artista entre os Mangákas,comecei a ler Slam Dunk a pouco tempo e como os scans na net tão bem atrasados(vol 2 ainda vish) eu vou ter que correr atrás dos volumes impressos mesmo, pelo que li a história é suave e em nenhum momento força a barra tanto que logo de cara o Sakuragi é péssimo no Basquete, e vai evoluindo com treinos REAIS, isso é muito importante em Slam Dunk não tem essa besteira de poderes especiais(Até onde eu me lembro aquela altura monstro pode ser considerada poder ? O`.ó)e pontos mais do que extras para a arte e a "anatomia perfeita" que o Inoue-sensei nos mostra!
    Parabéns pelo post ele me deixou bem empolgado para ler o resto de Slam Dunk estou pensando seriamente em buscar os volumes impressos!
    Eu gostaria de ver em uma Resenha sua, o Mangá mais famoso da Mestra Hiromu Arakawa "Fullmetal Alchemist" que na minha opinião é o melhor mangá dos últimos tempos! acho que ficaria interessante no seu traço, é isso flw e sucesso o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vale a pena correr atras dos impressos. Fullmetal é uma boa, só acho que vou demorar um pouco porque tem tempo que li e dele tambem ia querer fazer um 10 melhores momentos, vai dar um trabalhinho, minha memória anda fraca. Valeu, Luiz!

      Excluir
  2. nunca li... XD
    bacana a resenha :)
    e os fanarts

    cara tu leu muito manga heim! XD
    acho que não li nem 1% do que tu leu kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Esse mangá é otimo! Me convenceu a terminar de ler!!
    Adorei os fan-arts *-*

    ResponderExcluir
  4. Luis Felipe Dias/Shion26 de fevereiro de 2012 20:57

    Nunca tinha lido, maneiro a resenha! Carai, ficou foda o fanart mann, te invejo >.<

    ResponderExcluir
  5. Boa Max! Curti os fanarts, e apesar de nunca ter lido SD, você falou tão bem e com tanta vontade que me fez ter o interesse de procurar.. hahahahaha

    FMA realmente seria uma boa resenha, e ficaria legal no teu estilo. Também é outro que falta eu terminar de ler :P

    ResponderExcluir
  6. até agora só li os 2 primeiros volumes (impressos) de slam dumk, acabo de comprar o 3,4,5 pela net e estou muito ansioso pra ler *-*
    bem sobre o oque cheguei até agora a ler, o inoue faz, como o luiz
    disse a "anatomia perfeita", que realmente é muito boa,inoue é um dos melhores desenhistas de mangá na atualidade .
    ele também consegue nivelar muito bem ação, drama e comédia, tem muitas partes que que quase choro de tanto rir.
    bem não posso disser muita coisa pois só li até o volume 2.
    ótima resenha , ansioso para a próxima ^^
    os fanarts também ficaram ótimos

    P.S: caraca O.O tu leu muitas hq's(incluindo mangás) ein, mas tbm com essa coleção imensa, hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nã osou "engolidor" de HQs, mas acho que o numero grande é pq leio quadrinhos desde q aprendi a ler, e bastante.

      Vai fundo q vc ainda vai pirar mto com SD.

      Excluir
  7. BOm Post, Max!! Slam Dunk realmente é show. Lembro de ter comprado os ultimos 3 volumes, ano passado em um sebo,para servir apenas como referencia anatomica. A narrativa daquele jogo final é impressionante! QUem ler Slam Dunk não se arrepende! E tuas artes tão shoW!! Essa ultima ae, perfect!!

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei muito da resenha. Muito bem trabalhada, e interessante pra quem não leu. Mostra o quanto você é realmente fã do Inoue, e também o quanto o bom trabalho de um desenhista pode incentivar todos nós. E ainda mais, Takehiko Inoue popularizou o basquete no japão graças ao mangá de Slam Dunk (ele é realmente fã do esporte, o que também serve de toque pra nós quanto ao que publicamos, se temos conhecimento de como é o princípio ou não.). Ótima leitura pro pessoal! Ei, sou sósia da Ayako!! XD

    ResponderExcluir
  9. Bacana resenha... não conhecia nada da obra além do fato de estar relacionada a basquete... muito legal. Só não li as partes com spoilers, quem sabe ainda leio... Abraços e Bom trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o mangá que mais emprestei. Se não me engano, foram 5 vezes. hahahaha

      Excluir
  10. bacana veio adorei curti muito esse mangá deu vontede lê-lo novamente. parabéns pelo ótimo trabalho feito nessa resenha.

    ResponderExcluir
  11. Excelente seu 'resenhart'! ha ha
    Ótima idéia que você teve, poderia ter mais desses dos mangás que você curte, além de manter uma certa regularidade nesse tipo de postagem. Acredito que o difícil não seja o desenho, porque vc faz rápido ou já deve ter (como foi o caso), mas sim escolher as partes pra comentá-las. Você não me perguntou o personagem preferido(foi bastante deselegante de sua parte), mas eu te conto que é o Hikoichi. Desde a primeira vez que ele apareceu eu simpatizei com ele. É a primeira vez num mangá que eu gosto mais de um personagem longe da esfera principal da história. Os personagens do time Shohoku eu gosto de todos, um pouco menos do Rukawa, mas ele também é muito bom. Concordo com você que todos os personagens do Inoue estão ótimo, a sutileza das palavras do Prof. Anzai ou mesmo os momentos que o Sakuragi percebe seu lugar são fantásticos.
    Enfim, dos momentos que você escolheu, é impossível não concordar com o #05, #09, #02 e o #01, nessa ordem na minha opinião, sendo o último o melhor. Colocaria também a parte em que o Mitsui desembestou a fazer cestas de 3 pontos, foi muito legal essa parte e a importancia dele (e da confiança do time nele) para o desfecho na história.

    Então é isso, muito bacana essa forma de você resenhar o mangá. Já imagino como seria um do YYH e do DN. O primeiro é o meu mangá predileto, como já te disse.

    Abraços Max!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembor qdo vc falou no twitter que já tinha um personagem preferido, te perguntei mas vc não respondeu!
      Peculiar heim? hahhaa, acho ele bem legal.

      YuYu com certeza tenho mta vontade de fazer, também é um dos meus favoritos e tem momento foda a rodo pra escolher.
      Valeu Kennedy

      Excluir
    2. Ah, e realmente faltou algo do Mitsui, tinha uns 3 na lista que fiz anteriormente mas acabei deixando de fora =/

      Excluir
  12. Slam Dunk a alegria do meu 3º colegial.
    Poxa, nada do treinador?!?!

    Saudades do Ho Ho dele! kkkkkkkkkkkk
    lembro de olhar os desenhos pequenos no círculo (agora não lembro se eram no começo ou no final de cada capítulo) só pra rir.

    Enfim, acabei esquecendo de comentar o post anterior, mas gostei muito da ideia! Acho super legal, principalmente pra pessoas como eu que não possuem tanto contato com mangás. E o primeiro post foi, obviamente, perfeito! :D

    Beijão

    ResponderExcluir
  13. Ótimo post! Sou novo pelas bandas e já vi que o blog tem potencial. Minha série de mangá favorita. O anime também é sensacional.

    Indescritível a sensação que tive lendo este post.

    Continua, cara.

    ResponderExcluir
  14. SD é uma das melhores leituras que já fiz nessa área, acho que ajudou muito eu amar o esporte em questão, já que eu não tenho um olhar tão critico na parte dos traços (nada critico na verdade). Seu modo de escrever está a cada dia melhor, prendendo atenção do inicio ao fim. Adorei essa coisa de você escolher um mangá que você curte para fazer esse tipo de post. Sua escrita está tão boa que as partes que você escolheu para dar uma de spoiler, me fez arrepiar mesmo já tendo lido e relido o mangá, as escolhas #10, #05, #04 e #01 são perfeitas em todas essas quando não fiquei com os olhos cheios de agua fiquei muito empolgado. Pra mim Miyagi Ryōta é um dos melhores personagens também, exatamente por ser pequeno e quase nunca estar nos holofotes, mais gosto muito Mitsui a história dele é perfeita. E outro personagem (jogador) que gosto é do Sendoh que nem é do Shohoku mais é massa mesmo assim.

    Fi parabéns pelo trabalho, pela ótima escrita e espero continuar vendo post seus desse tipo.

    ResponderExcluir